Projeto promete ajudar homens a mudar visão de violência doméstica

Projeto é realizado com homens que cumprem pena pela Lei Maria da Penha, em Vitória, e tem como principal objetivo fazer com que se pense e reflita sobre a violência doméstica. De acordo com os integrantes, os debates em grupo têm melhorado a relação com suas parceiras. O programa “Espaço Fala Homem” foi criado no ano de 2013 e já contou com cinco turmas desde então.
O último grupo participante, no total, fez parte de cinco encontros onde foram abordados temas referentes à comunicação não violenta, à Lei Maria da Penha e às redes de atendimento municipais.
Segundo a assistente social, Fernanda Vieira, uma das maiores contribuições do programa é o fato dos membros refletirem sobre suas ações em relação às parceiras. “Nas dinâmicas, eles puderam verbalizar sua experiência e refletir sobre a necessidade de romper com esse ciclo da violência”, contou a assistente.
Um dos integrantes que retomou com a companheira, L.E. N, de 50 anos, mencionou que seu relacionamento melhorou após as reuniões. “Eu não sabia nada sobre a Lei Maria da Penha e nunca tinha parado para pensar sobre as temáticas abordadas no grupo. Nosso relacionamento melhorou muito. Agora temos conseguido dialogar e evitar brigas desnecessárias”.

E não para por aí! O projeto não é só voltado para os homens. Conforme a gerente de Políticas de Promoção de Gênero, Lorena Padilha, a intenção desde o princípio, era também realizar um grupo com a cooperação de mulheres que tinham algum tipo de vínculo com os integrantes do “Espaço Fala Homem”.

4 ideias sobre “Projeto promete ajudar homens a mudar visão de violência doméstica

  1. Dayana Honório

    Muito interessante a iniciativa. Justamente o que eu havia pensado como um dos caminhos contra o que é culturalmente aceito, ou era, em nossa sociedade (Violência Contra as Mulheres). Parabéns!

    Responder
  2. CESAR FERNANDO

    HOMENS QUE ESTEJAM SOFRENDO !
    NAO SE CALEM ! ENTREM NOS FORUM INTERNET, RELATE SEU CASO, NINGUEM NOS OUVE, NAO TEMOS CANAIS DE AJUDA, ESTAMOS AMORDAÇADOS, SE FALAM DE EXCLUSAO, DO NEGRO, HOMOSEXUAL, NOS HOMENS ESTAMOS A CADA DIA SENDO MARGINALIZADOS, ESCRAVIZADOS ………
    VAMOS NOS UNIR CONTRA TANTA INJUSTIÇA. TEMOS DE TER OS MESMOS DIREITOS DAS MULHERES……
    ESTAMOS EM UM DESEQUILIBRIO MUITO GRANDE.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *