Condenação de atriz iraniana por participação em filme

Marzie Vafamehrha, uma atriz iraniana, foi condenada a 90 chicotadas e um ano de prisão por atuar em um filme que retrata a problemática situação feminina no país. Outras pessoas envolvidas no filme também foram presas, mas apenas Marzie Vafamehrha foi condenada – é válido dizer que o filme havia sido aprovado pelo Ministério da Cultura e Orientação Islâmica.

O é resultado de um projeto universitário, e vários estudantes da universidade participaram da produção. É comum, no Irã, que mulheres atuantes em produções que tratem sobre a situação feminina no país acabem sofrendo algum tipo de retaliação, fato que acaba por corroborar com a denúncia a qual se propõe.

O filme chama-se “My Tehran for Sale”, data de 2009 e foi produzido por Garanaz Musavi. A sinopse é simples: o filme conta a história de uma mulher artista que tenta viajar para a Austrália, mas que enfrenta diversos problemas por isso. O filme foi apresentado em diversos festivais, e atualmente está sendo pirateado no Irã, principalmente após a polêmica no qual foi envolvido.

Já Marzie Vafamehrha, está na prisão de Garchak, um local sem condições de higiene, e sem condições de abrigar prisioneiras. Ela já atuou em outras produções locais, além de já ter dirigido e produzido algumas outras produções cinematográficas. Tudo isso só mostra que em alguns país, a posição da mulher perante a sociedade ainda é difícil, o que corrobora para que a violência contra elas seja praticada impunemente. O Irã é um dos países mais radicais neste sentido, com as mulheres subjugadas a posições de inferioridade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *